quinta-feira, janeiro 07, 2010

GAY ZONE: DUAS CATÁSTROFES

Há obviamente dois extremismos, muito gémeos, muito irmãos, em toda esta questão do impropriamente chamado "casamento homossexual" que abrem a porta a dois tipos de catástrofes: a catástrofe da hermafroditização dos conceitos e dos papéis sociais pela confusão entre o que seja uma família ao reivindicarem os iguais responsabilidades tipicamente duais e complementares na espécie humana, cuja descrição o Direito terá dificuldades inauditas para acomodar. A outra catástrofe é a de essa espécie de martírio gay que empola um sofrimento por exclusão de direitos que na verdade se dissipa naturalmente numa sociedade aberta, plural e tolerante. Muitos pensamos que o casamento civil deveria ser até extinto. Só deveria existir, no âmbito do Estado, uniões civis. Lá essa história dos "casamentos" deveria ser deixada para o plano estritamente religioso. Entre judeus, muçulmanos, hindus e cristãos, sim, que se casem homens e mulheres e chamem casamento a isso que celebram. Toda esta polémica [que deixa tantos esfomeados, falidos, pré-falidos e desempregados a rir amarelo] deixaria de fazer sentido.

1 comentário:

Quint disse...

Agora é que falaste verdade. Especialmente quando trouxeste à colação os esfomeados, falidos e desempregados!