domingo, janeiro 24, 2010

DITADURA DE MEDÍOCRES

Culpas? Os que fizeram do poder político em Portugal sua coutada, gente no seguimento desastroso de Mário Soares e com esses mesmos genes de exclusivismo e paleio deslumbrado por uma liberdade perdulária, ainda lá estão como se nada fosse.  Disseram à saciedade: «Pusemos as contas públicas em ordem», velho refrão salazarento para enganar pacóvio crédulo, ostentam a façanha de um défice orçamental português próximo dos 8,5% do PIB, o mais elevado dos últimos 24 anos, e uma dívida pública directa que já ultrapassa os 90% do produto. Batam palmas e exultai, portugueses! Dizem que foi devido à crise internacional. Eu digo que há limites para a sofisticação da mentira com gente muito dada a ela, numa longa vida de mentir. Tudo bem, desde que o parvalhão continue a sorrir, a falar de confiança e a fugir com o rabo traçado aos casos malcheirentos que os seus homens de mão encobrem com tranquilidade.

Sem comentários: