quarta-feira, dezembro 17, 2008

AQUI HÁ GATO DE SCHRÖDINGER


Há um discurso errático lá para os lados da pasta das Finanças
e que se manifestará mais errático e fora de controlo mediático à medida
que o tsunami da realidade-crise devastar as oras da pseudo-excepção portuguesa.
Ora se anuncia que o Governo obrigará os bancos a emprestarem às PME,
ora se ameaçam retirar os avales aos mesmos bancos que o não fizerem.
Evidentemente que tudo isto é, no mínimo, estranho
e a pergunta que urge é por que motivo os empréstimos afinal não se fazem.
Será porque serviram para preencher ou compor os buracos deixados pelos
investimentos tóxicos, radioactivos, autêntico Gato de Schrödinger
no insondável e misterioso sistema interbancário internacional
afinal com tão intimo entrelaçamento-verschränkung?

Vigorando como vigora o princípio da incerteza,
no momento em que esta questão meridiana for respondida,
o que não tem acontecido e talvez não venha a acontecer,
deixaremos porventura de aturar a fronha quotidiana, pelas TVs,
acabada de acordar e de tomar o banho de lei,
de sua excelência o célebre ministros Teixeira dos Santos.
Célebre, mas pela negativa, o que o faz famigerado
[segundo os pressupostos de esse vocábulo no conto literário de Gimarães Rosa].
Na verdade, quando Vieira da Silva e Teixeira dos Santos
surgem na imprensa e nos media parece um campeonato de cinismo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite.

Meu nome está listado em seu blog sem que haja qualquer referência (fácil de ser encontrada) sobre mim ou sobre meu trabalho. Por isso, solicito, com gentileza, que meu nome seja excluído de suas páginas.

Atenciosamente,
Ingrid Bianchini Samczuk

joshua disse...

Ingrid, o seu trabalho literário é notável. Limitei-me a chamar a atenção dos meus leitores para ele.

Quanto ao seu pedido, ele é ABSURDO, BRONCO e INATENDÍVEl porque incompreensível para mim.

Não há, de resto, qualquer gentileza da sua parte.

Não compreendo de todo o seu pedido, que, aliás, ME OFENDE.

joshua