sexta-feira, dezembro 19, 2008

REFINADA DEMAGOGIA


1. Fica mal a um Governo uma política de mero decalque sôfrego do que têm sido
opções estratégicas, sempre discutíveis, nos EUA, no plano da indústria automóvel,
e alardear salvação de empregos quando se sabe
que dificilmente o Governo terá margem para outras intervenções similares
noutros sectores da economia nacional igualmente necessitados. A ver vamos
se tais autocomprazimento e autoglorificação governamentais não sairão pela culatra.
lkj
2. De resto, 'Sócrates diz', 'Sócrates diz', é uma fórmula de comprovado cata-ventismo.
Sócrates nada sabe, nada pode e nada controla: ele é uma novela
e um espectáculo circense que procuram manter uma audiência já farta
de este one-man-show e lúcida o suficiente para detectar farsantes
e aprendizes de José Eduardo dos Santos, Chávez, Putin e Mugabe:
todos os dias levamos com Sócrates, todos os dias!, ao ponto de ser legítimo
questionar se se trabalha efectivamente no governo
ou isto é mais filmagens de exteriores: só se vêem cenários, encenações,
aparições, anúncios, frases sonantes, vulgarice e trica política,
show-off e megabytes.Tresanda a Sócrates por todo o lado. Há muito que se sabe
que há alguma coisa de gravemente podre no reino da Dinamarca.
lkj
3. Mais a mais, persistir no melindre ao PR que esta revisão
do Estatuto Político-Administrativo dos Açores representa,
simboliza tudo o que há a esperar de este Maquiavel capaz de armadilhar
o caminho e as saídas aos adversários, obrigando-os a figuras tristes
como as do PSD, hoje, na Assembleia da República.

5 comentários:

antonio ganhão disse...

O problema é que com estes especialistas, comentadores de telejornais e analistas políticos, o que Sócrates diz va tendo algum valor... o resto é mesmo muito mau!

Os porcos ao poder! Oink, Oink...

Anónimo disse...

Ontem Sócrates anunciou o apoio a 100.000 na procura e manutenção de emprego, e em políticas activas de emprego. Ao mesmo tempo disse que 30.000 dessas pessoas iriam arranjar trabalho em instituições de acção social. Não explicou nem vai explicar como o vai fazer concretamente e não se compromete com prazos ou programas.

Hoje, Sócrates, em encontro íntimo com responsáveis empresariais e ex-governantes, anunciou que os seus planos de combate à crise salvaram 6 mil empregos na indústria automóvel.

É fantástico! Primeiro, 150.000 novos empregos, ontem 100.000 pessoas apoiadas no emprego em que 30.000 vão tratar dos bebés e dos anciãos desta nossa tribo. Hoje, ainda não nos deu tempo para respirar, e já salvou 6.000 pessoas do desemprego... qualquer dia temos de importar desempregados.

Qual Merlin ou Houdini, Sócrates saca da cartola anúncios espectaculares de números redondos e fáceis de decorar. Anúncios comerciais da marca "Sócrates" que têm eco por todos os media.

No entanto, no país que trabalha para viver, temos um desemprego próximo dos 10%, coisa que não é para qualquer um. Temos 300.000 pessoas a ter dois empregos para se sustentar. Quinhentas mil pessoas a recibo verde sem direitos. Muitos mais com dificuldades para viver ou sobreviver com os salários apertados. Tantos que trabalham e estão na pobreza recorrendo a instituições de apoio alimentar.

Algum de nós está a mentir...

De referir por fim, que Sócrates fez hoje estas afirmações no Hotel Ritz de Lisboa, perante uma assistência que chegou na maioria em carros topo de gama, alta cilindrada, e boa parte deles com direito a motorista. Aliás como diz o Diário Económico, no seu site dedicado a estas conferências:

"Os nossos Eventos têm um carácter de elevada exclusividade, reunindo ao seu redor decisores portugueses.
Dirigimo-nos essencialmente a executivos de topo: Administradores, Directores Gerais, Quadros Superiores de médias e grandes empresas públicas e privadas e a associações de referência. "

Está tudo dito... Sócrates está entre os seus.

Tiago R Cardoso disse...

Um texto, tres links, um ataque ao PS.

Olha lá jovem, então e a abstenção do PSD?

Joaninha disse...

É o Socrates que está podre, mas só ele é que ainda não deu por isso...

Beijos

Pata Negra disse...

O ponto dois está de emoldurar!
Um abraço tão farto de Sócrates como do meu tapete de entrada.