segunda-feira, dezembro 29, 2008

CAVACO, FRAQUEZA FRACA


A situação que nos parecia ridícula no Verão parece-nos afinal agora
o sinal acabado da estratégia oportunística de confrontação
por que se regeu o PS parlamentar [mero títere do governamental]
sob os auspícios de um José Sócrates que não olha a meios:
o caos completo e a conflitualidade como forma de vida
são as sementes de uma legislatura autoritaresca e fracturante.
lkj
Vejam a figura de Vitalino Canas porta-vozeando um ataque ao PSD
dentro da velha e cansativa chicana politica e com aquela boquinha risonha
de um perfeito e reduplicado aboletado do Regime,
grande imitador do Lello topa-a-tudo-em-tacho,
veja-se também a figurinha do PSD nacional,
a figurinha triste e subalterna ao PSD regional
assim como de quantos sobrevoaram esta questão com um amadorismo
que viola a constituição. O PR tem razões para arrasar
por tudo e por nada um PS subversivo e provocatório e se o não faz
nós sabemos porquê: é novamente a fraqueza fraca de Cavaco
e o contexto de crise que determinam que os torpes continuem
nos lugares tremidos em que estão. Se o PR não age com força
pode bem ser que o Povo possa agir e levantar-se.
lkj
Tenho sempre uma secreta esperança de que em Portugal não more afinal um Povo
vegetal vegetando alienação e alheamento até ser tarde de mais para si,
não more um Povo subserviente e temebundo perante as autonomias
e as tácticas cínicas dos seus líderes políticos assim como dormente
perante o banho de propaganda que o esgana todos os dias.
lkj
[O Disney Sexual em desfile orgiástico, basta clicar para ver melhor,
e que escolhi como ilustração metafórica de esta posta,
é justamente o ícone de toda uma inversão inesperada de papéis
dentro do alinhamento institucional entre órgãos de soberania.]

4 comentários:

Unknown disse...

Aqui está uma conflitualidade lactente entre as partes PR e AR.
Todos tem culpa no cartório.
É o fruto de um semi-presidencialismo, em Portugal.
Um espelho como esta luz reflecte, é as últimas palavras do ex-presidente General Ramalho Eanes: - Se não houvesse uma crise financeira o PR, tinha motivos para promover a dissolução da Assembleia da República, citei.
Francamente, não concordo. Sou a favor que o PS, governe até ao fim. Que diabo,tem a maioria!

Planetas - Bruno disse...

Inexplicável que o PSD tenha votado a favor do diploma 2 vezes, 1 abstenção recheada de criticas.
Inexplicável que o Presidente não remetido a questão para o TC antes.
Inaceitável seria que Cavaco agora desencadeie uma espécie de Vendeta Presidencial contra o Governo!

Daniel Santos disse...

Não percebo nada desta festa sobre o caso de amor entre o PM e o PR, estavam há espera de quê?

Nuno Castelo-Branco disse...

O que nunca entendi, é esta tendência para considerar Cavaco como uma espécie de Messias. Não vêem o que o homem é e vale? Incrível...