terça-feira, dezembro 09, 2008

MOCHE À IRLANDA


O país do «Não» ao Lisbon Treaty, primeira recessão declarada na Europa,
e de não pequenos problemas directos relativos à crise bolsista
está a braços com alguma carne bovina e porcina dioxinizada.
Além da má publicidade, impõe-se o braço arbitral da CE
e a sua acção fiscalizadora com a qual também
se enfatiza os dois lados forte/fraco de uma
interdependência. Moche à Irlanda!
lkj
Um «Não» empalado como os frangos no espeto, portanto.

5 comentários:

antonio ganhão disse...

A actualidade vista por um prisma opaco... rasga as cortinas, abre as janelas de par em par e surpreende-nos!

Blondewithaphd disse...

Tadinhos dos irlandeses! Não tens pena deles? (Ah, e já agora, quem é que anda desaparecido, quem é?)

Tiago R Cardoso disse...

olha tantos frangos e todos sem penas.

Unknown disse...

pois é.. hoje à tarde fui ao continente comprar carne d vaca embalada daquela mais baratinha (sou estudante e manta é curta) ..
apesar d a manta ser curta tento sempe comprar da portuguesa...ora qual não é o meu espanto qd constato q 80% da carne embalada à venda era irlandesa...
e maior foi o meu choque qd agora ouço estas noticias... será q o ti belmiro já sabia antecipadamente desta noticia e resolveu tentar vender o máximo possivel dos stocks d origem irlaNDESA?
claro q não... SHAME ON ME!!!!

Marcos Santos disse...

Tudo o que o mundo não precisa é de alimento contaminado. Mas ao que parece, ocorre muito mais do que se imagina. Esse caso da Irlanda, é apenas a ponta do Iceberg.