quarta-feira, agosto 25, 2010

EXULTAÇÃO E MISÉRIA

Exultação extrema: uma cidade, Bracara Augusta, por interposto clube atinge os milhões de euros da UEFA, uma visibilidade europeia e mundial graças a uma glória desportiva digna de todo o registo e elogio. Miséria aviltante: tumultos no aeroporto, álcool, crianças em prantos, trejeitos atoleimados, tensão insana no ar, histeria, violência, Polícia, o povo a transmutar-se em populaça, o sublime a descambar, impondo-se a fealdade. Não pensar é a regra de vida geral, no paraíso dos impunes e dos imunes. O paliativo do futebol permite desculpabilizar tudo o que nos planos da política e da economia se perpetra contra o Bem Comum e também serve de biombo desculpabilizador de quem corrompe, mente e prospera na mesma proporção. Uma coisa lava a outra. A ironia é que um corrupto, enquanto enriquece pornograficamente, seja o principal motor dos negócios, da vida e do bem-estar de uma comunidade de milhares e que por causa dele filhos sejam feitos, negócios e vida floresçam como de outro modo jamais floresceriam. Braga é Portugal, mas Portugal é menos que Braga.

1 comentário:

floribundus disse...

o socialismo do rectângulo está
'abaixo de Braga'