quinta-feira, agosto 26, 2010

UMA MERDA TRÈS CHIC

José Junqueiro, fazendo jus à ideia geral de que para estes "socialistas" ávidos novos-ricos o País interessa infinitamente menos que a Política e o Poder, diz que o actual líder do PSD só conseguiu criar perplexidades no eleitorado com as propostas que até agora anunciou. De acordo, caso explique de que modo mete ele a mão e até que ponto no eleitorado. Zandinga nestas coisas e um claro defensor das Clientelas que representa contra todas as outras putativas, Junqueiro considera que Passos Coelho revelou ser um líder político novo, com vícios antigos, uma apresentação très chic, mas sem conteúdo. Ora, o que surpreende e choca na parlapatice de José Junqueiro é que a sua espada de latão tenha sido despudoradamente apontada aos partidos da extrema esquerda como aliados do PSD no clima de crise política que se instalou na Assembleia da República. Extrema esquerda? Ok, o PS é esquerda-estômago. Diz ele que essa aliança é motivada pela ambição de ver a Direita no poder, pois só assim o PCP e o BE conseguem aumentar as suas clientelas eleitorais. Estará Junqueiro bom da cabeça? O que são clientelas eleitorais comparadas com as clientelas empresariais, nas fundações, nos institutos, nas parcerias público-privadas, nos observatórios? Assim se afere o tipo de dor, de zelo, de prioridades reles, o que está, enfim, miseravelmente na cabeça de políticos de caco e de caca. A mediocridade mata. Mas mata o País antes de matar a rir estes enriquecidos profissionais da política.

Sem comentários: