terça-feira, agosto 17, 2010

NAVIO SAGRES-EUROMILHÕES

A propósito da inquietante proibição pelas autoridades chinesas de que o Navio Escola Sagres atracasse em Macau, António Boronha faz uma observação assaz engraçada no seu blogue, recordando uma coisa de que todos andávamos esquecidos: «... Sagres, navio da armada portuguesa, anda a dar a volta ao mundo patrocinado pelo Euromilhões, o que poderia transmitir a ideia, errada, que se tratava de um navio comercial... Não o é! Mas receio que a moda pegue e que, nessa linha, venham a denominar os dois novos submarinos, que nos custaram os olhos da cara, de: 'Super-Bock' e 'Heineken'... Só seria necessário pintá-los de acordo com as vontades dos patrocinadores.»

2 comentários:

pvnam disse...

«mini-spam»
SEPARATISMO NA EUROPA

---»»» Sim, quem quiser ficar à mercê do pessoal (africanos, islâmicos, etc) que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios... QUE FAÇA BOM PROVEITO: tchau!....; todavia, pelo legítimo Direito à diferença:
TODOS DIFERENTES!!! TODOS IGUAIS!!!
--- Isto é, TODOS os Povos Nativos do Planeta Terra:
-> Inclusive os de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo)!...
-> Inclusive os economicamente pouco rentáveis!...
devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!!!


CONCLUINDO: Antes que seja tarde demais, há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência... SEPARATISMO-50-50... e coligação (do tipo NATO) contra o inimigo comum: os predadores insaciáveis......
{nota: como possui armas de alta tecnologia, e como também está demograficamente ameaçada... será da máxima importância mobilizar a Rússia para a coligação}



P.S.
-> Já desapareceram do planeta vários povos autóctones... e outros (um exemplo: os nativos europeus) estão em risco de desaparecer...
-> Os IDIOTAS-CANGALHEIROS DA IDENTIDADE ÉTNICA EUROPEIA (PNR's e afins) querem uma fuga para a frente... para o precipício/abismo...

Anónimo disse...

http://hojemacau.com.mo/?p=971

Lei Básica
Artigo 116.º
A Região Administrativa Especial de Macau mantém e aperfeiçoa o sistema de exploração e gestão dos transportes marítimos anteriormente existentes em Macau, definindo, por si própria, a política respeitante a este tipo de transportes.
Com a autorização do Governo Popular Central, a Região Administrativa Especial de Macau pode efectuar o registo de embarcações e emitir, nos termos da sua legislação, os respectivos certificados sob a denominação de “Macau, China”.

SALVO A ENTRADA DE NAVIOS DE GUERRA ESTRANGEIROS, QUE NECESSITA DE AUTORIZAÇÃO ESPECIAL DO GOVERNO POPULAR CENTRAL,

qualquer navio pode ter acesso aos portos da Região Administrativa Especial de Macau, de acordo com as leis da Região.
As empresas privadas de transportes marítimos, bem como as empresas relacionadas com os mesmos e os terminais portuários privados da Região Administrativa Especial de Macau podem continuar a operar livremente.