terça-feira, agosto 31, 2010

IMPRÓPRIO PARA CONSUMO

Alegre é como um produto estragado. Foi vendido ao BE como cheio de garra, capaz de bater o pé à treta tirana do PS volúvel socratista e o seu sistema oprimente sempre ao arrepio dos próprios discursos e respectivas boas intenções. O Alegre das grandes babas de resistência a abusos que perorava no Parlamento calou-se irremediavelmente. Não existe como activista cívico. Calou-se como espírito independente. Todos, especialmente Sócrates, o calam. Uma pechincha na pequena e desprezível barganha política.  Não importa se é triste e trágico ter o PS unido num silêncio tenebroso em torno da sua candidatura. Perante o Governo-PS, enquanto grande desmantelador do Estado Social e absoluto dissolutor da res publica na sua sustentabilidade, Alegre assobia para o lado e trata das unhas. Emudeceu no que aos pontos de fractura do BE com tal realidade diz respeito. Emudece enquanto os debates mais estéreis eclodem, Revisão/Orçamento, e as clientelas continuam sôfregas a estrangular o erário assim como os burocratas coactores de subordinados propagam mentiras na Saúde e na Educação, dando mais consistência ao País de Alice gizado por Sócrates e à retracção da nossa esperança. Unir no nada não é unir.

Sem comentários: