terça-feira, agosto 31, 2010

O MORIBUNDO VIVAZ

Sendo o cenário do desemprego em Portugal uma catástrofe sem precedentes, o Governo resolveu dar-lhe luta. Como? Com uma vasta acção de marketing. Marketing para quê? Para provar que toda a luz reside no maravilhoso mundo das décimas. O Eurosat diz que o desemprego em Portugal está nos onze por cento? Contesta-se os dados do Eurostat sobre desemprego em Portugal. O modo como o Governo se afiambra às décimas lembra os transes quixotescos mais tresloucados e nenhuma autodefesa poderia ser mais ridícula e mais pífia. Por isso, a percentagem oficial do Executivo para o segundo trimestre deste ano fornece-a o Instituto Nacional de Estatística (INE) e é de 10,6. O porta-voz desta batalha terceiro-mundista pelas décimas é o fantástico secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Valter Lemos, um homem conhecido pela sua extrema honestidade e absoluta competência. O Governo é um novelo moribundo agarrado pelos fios do calculismo e da contradição, mas vivaz a defender-se, disfarçando a realidade.

Sem comentários: