quarta-feira, agosto 12, 2015

MEGAMÂNFIO E O NOSSO VOTO ÉTICO

Enquanto o País Político parece acalmar-se, passada a espuma das polémicas de polichinelo, o velho mafioso MegaMânfio parece não ter paz, mostra não ter paz, agita-se como um adolescente que ronda a casa onde se interna moça apetecida. Zela, mais cioso que um corno ciumento, pelo silêncio de Salgalhado, pelo silêncio do Histérico 44, incitando este a resistir aos factos, a ser insolente com os magistrados, a continuar mal-educado, aguardando que o Systema Maligno, que controla Portugal desde o 25 de Abril, o possa libertar e matar as investigações, como foi regra de ouro milhares de outras vezes de há quarenta e um anos para cá.

Portanto, Mânfio, esta gente, zelosa e ciosa não do nosso bem, mas dos interesses que toda a vida tachista apascentou, odeia a independência da Justiça e o que mais quer é que toda esta imundície desenterrada por ela-Justiça nos últimos tempos, como nunca se viu! — verdadeiro crime organizado no seio do Estado e que de há décadas, décadas de rebaldaria pseudoDemocrática e roubo à fartazana, sufoca o País —, se desmorone e volte ao nada, ao zero, oculta, como é timbre sob ‪#‎GovernosPS‬.

Ironicamente, o reforço dos esforços nacionais por mais e mais Justiça vem do ‪#‎Brasil‬ que também se debate contra o mesmo tipo de lastro corrupto ao mais alto nível: o facto de a Procuradoria da República em Brasília — e os Juízes que por lá agem contra qualquer sujidade — possuirem informação bem detalhada sobre irregularidades gravíssimas relativas a Lula, Dilma, Dirceu e aos cúmplices de empresas como ‪#‎Petrobras‬, ‪#‎CamargoCorrea‬, ‪#‎Odebrecht‬, e outras, com vínculos a Portugal, promete agitar ainda mais as águias nacionais.

Já não será mais possível, por exemplo, esconder o negócio PT/VIVO/OI que significou verdadeira engenharia de luvas e arrola nomes como os de Salgalhado, SóCrash, Vara, Lula, Dirceu, pois permitiu distribuir luvas e comissões no valor de mais de 300 milhões de euros. Razões, pois, mais que suficientes para se pensar muito bem no valor ético do nosso voto, a 4 de Outubro.

Não, isto não é tudo a mesma coisa. Pelos frutos, pelos efeitos e consequências sobre nós, vemos bem onde reside o Ápice da Malignidade no Regime. O grande problema será não querer ver, lavar as mãos, permitir que o Mal regresse e o Passado se fortaleça contra nós. Abstenção?! Jamais!

5 comentários:

Isabel G disse...

Como está, caro Joshuaquim? Passei por aqui para o cumprimentar e para desejar que tudo esteja a correr a seu contento!

Fazendo votos para que continue sempre a denunciar a corrupção e a sujidade que conspurcam o país, receba um grande abraço da Isabel G

ora viva disse...

Nem que seja só para não pensarem que nos comem por parvos!

Aqui fica de novo o que já deixei na caixa de comentários do post correspondente:

http://bancdjardim.blogspot.pt/2015/09/quem-fala-assim-nao-e-gago.html

Pata Negra disse...

Esquim, venho aqui, em nome da velha amizade blogosférica, desejar-te Boa Noite e uma ano novo cheio de propriedades..

l.g disse...

Para todos os que forem vigilantes / trabalhadores da vigilância privada, visitem este blog útil :

http://vigilanciapt.blogspot.com

Leis, contrato colectivo de trabalho, notícias, empresas de vigilância e dumping social, links úteis entre mais.
Visite e partilhe a sua experiência, denuncie uma situação, etc.

Abraço

Anónimo disse...

Eu vinha para cumprimentar o autor do blogue, mas cheira a esterco esquerdopata na caixa de comentários.