quinta-feira, agosto 25, 2011

BULLSHIT-LR

No país em que os mais ricos, minoria ardilosa e silenciosa, mais se subtraem às próprias obrigações fiscais e beneficiam da cartelização dos negócios e das quotas de mercado, só pode ser treta ininteligível dizer-se isto: "É preferível que as grandes fortunas (ainda existirão em Portugal?) se multipliquem dentro de portas do que incentivá-las a ir fazê-lo noutras paragens mais tax friendly." LR

1 comentário:

floribundus disse...

é para rir.
enriqueceram à custa do estado. não subsistem sem ele.