segunda-feira, fevereiro 10, 2014

DE PROFUNDIS, VALSA TONTA

Eis Torgal, a dar de comer ao vício.
Depois de termos tido Governos profundamente gastadores, profundamente mentirosos, profundamente manipuladores, profundamente devoristas, profundamente amiguistas, profundamente favoritistas, profundamente covardes, profundamente demagogos, profundamente desorçamentadores, profundamente condutores do País à Desumanidade de Falir, acorda estremunhado o cansativo Grilo Falante Torgal para apontar o dedito àquele que considera «um Governo profundamente desumano.» É preciso ser profundamente paciente para aturar um bispo profundamente viciado em atenções mediáticas e profundamente desonesto, faccioso, fracturante, e incompetente.

3 comentários:

Daniel Santos disse...

ai sim? E onde está tal bispo de que falas?

João Amorim disse...

Torgal fala pela sua boca e pelo seu bolso terreno. Torgal nunca falou do esbanjamento visto este não se enquadrar no quadro dos pecados prioritários em tempo de bovinos loucos.
Por vezes a compreensão da coisa divina é mais fácil que a compreensão da coisa humana...

abraço,

Floribundus disse...

não sei como este gajo conseguiu terminar o curso de seminarista.
arrium porrium

até o melena e pá foi parar ao hospital