sexta-feira, fevereiro 16, 2007

FERNANDA CÂNCIO - A ANTI-OBSTETRA


O expoente da democracia de mercado é ela,
as ideias mais atraentes e mais fáceis de vender,
os gato-por-lebre dos ideais e das causas, são dela;
é ela a máxima defensora da mulher inteira;
só ela vê a luminosa verdade e a luz ao fundo do túnel da espécie humana:
controlar à vontadinha esta tragédia que é estar grávida,
só ela ampara e defende a tragédia da gravidez,
o atentado à autodeterminação e liberdade de movimentos que é ter uma,
a monstruosidade que é ter uma
a meio de planos transatlânticos
e ilhas Fiji,
e uma operação urgente aos seios,
e uma lipoaspiração imprescindível,
só ela compreende e ampara a moça abortiva que morre no processo,
só ela chora as milhares de vítimas de fodas mal paradas,
angustiadas e perdidas
depois de ter sido bom,
de ter sido tão fucking bomgood;
ela apenas é a certeza absoluta de estar certa
e é bom, grandiloquente e tocológico, que se saiba isto:
que a Fernanda é uma fonte de bem-estar e felicidade,
que todos queremos estar à beira dela, ao pé dela.

É isso: ela é a glória tranquila do aborto!
Foi você que pediu um?
Consulte a Fernanda Câncio - anti-obstetra contra Deus e o Diabo -,
que é sempre a andar!

Sem comentários: