quinta-feira, fevereiro 22, 2007

MONÓLOGO INTERIOR DE UM JOGADOR RELEVANTE ANTES DE E DURANTE UMA FLASH INTERVIEW


[Pronto, são eles, os jornalistas. Lá vêm. Calma, fica calmo.
Não exageres nos aaaaaaaaaaas e nas repetições, quando não souberes o que dizer.
«Penso, penso que o jogo, o jogo, foi bem, foi bem disputado. Aaaaaaaaaa...»
Porra, não te avisei?! Fala naturalmente. Agora não gaguejes.
«O jogo, o jogo correu-nos de feição até ao inter, até ao intervalo... Aaaaaaaa»
Foda-se, gaguejaste, disseste «o jogo, o jogo e até ao inter, até ao intervalo».
Também estes jornalistas esticam-se. Perguntam sempre a mesma merda
e naturalmente um tipo responde sempre a mesma merda.
Falar como o Figo? Não, que já não há ali o português-língua.
Falar como o Mourinho... Complicado.
Eh, pá. Nada de esfregar o olho esquerdo.
Foda-se, já está esfregado. Mania do caralho mexer no cabelo,
coçar a cara,
mexer na orelha,
esfregar um olho.
'Bora, nada de mexer na orelha. Foda-se, já mexeste.
Pronto, está feito: falaste. Um minuto diante das câmeras
há-de ser sempre esta coisa cabeleireira e manicure.]

Sem comentários: