quarta-feira, fevereiro 21, 2007

INVOCATIO


A escarpa,
a longa lança belerofonteana,
morta a Quimera,
serena a montada,
alada,
dada a patada,
bebe a hipocrénea água
que ali brota.
Dar-ma também a mim
por que dela beba,
rédea de ouro solta,
solto e louco fique
de inspiração em inspiração
poiesis de fogo,
olhar em riste.

Sem comentários: