quarta-feira, janeiro 23, 2013

FODA-SE! O PS OUTRA VEZ!

Assessorado na mensagem pelos animais aldrabões que assessoraram Sócrates, Seguro falhou o tiro do assalto sôfrego e tresloucado ao Poder: fala-se do dia de ontem como o dia da dupla vitória de Vitor Gaspar, porque o País volta aos mercados sete meses antes do previsto no Memorando da Troyka e porque a execução orçamental de 2012 vai ficar abaixo dos 5%.

Perante isto, o Partido dos Caciques, dos Magalhães, das Esmolas Envenenadas, do Optimismo Tão Grande Para nos Comer Melhor, da Assertividade Risonha Diante da Parede, esse partido dos sacrifícios sem dor, quer, foda-se!, regressar em força ao Poder com Seguro ao leme. Quer mentir outra vez em doses descomunais e a um Povo que não há meio de ganhar juízo, nem sentido crítico, incapaz da recusa, pelo voto, de Trapaceiros e Corruptos, quase todos no PS que entorna Seguro.

A escolha do tempo de agir por parte de Gaspar foi fruto de uma estratégia paciente articulada com a da Irlanda, pé ante pé, na expectativa de que tudo corresse bem. O PS, partido de desastre, autor das condições que determinaram o pedido de ajuda externa, hoje vacila e perde argumentário para se impor. Ontem, hoje e amanhã. Se não caiu, já deveria ter caído há muito na lama da mais completa descredibilização.

3 comentários:

Grego disse...

Tudo correcto. Apenas uma pequena imprecisao: enganaste-te no nome do partido e dos políticos. Esse mesmo monte de merda que endeusas,embevecido, com escrita arracada de carta de amor e expressão de quem se está a babar, é o mesmo cabrao que anda a mentir e a roubar este povo, e que jurou a pés juntos que não iríamos pedir mais tempo à Troika para não agravar o sacrifício dos portugueses. Eu já sabia, sempre soube, a merda de partido que é o PSD. Só faltava este episódio para confirmar. Mas de tanta porrada, há portugueses que começam gostar de levar no focinho e descambam em comentários desta natureza penitente.
QUE SE FODA O PSD!

Daniel Santos disse...

Apesar de ter o carisma de uma porta, no máximo, António José Seguro tomou conta do PS depois da queda do parisiense. Com o Partido Socialista desfeito, com o nome na lama, os barões socratistas meteram a viola no saco. Hoje, com a abertura de uma possibilidade de o PS poder regressar ao poder, coisa que acontecerá mais dia menos dia, as aves de rapina surgem em declarações ao tudo quanto é comunicação social. Se Estes que estão no poder, Passos e afins, não têm por onde se lhe pegue, nem pela ponta de uma relva, este PS tem muito menos ainda.

floribundus disse...

a ex-classe mérdia vai votar ps desejosa de ir comer fora a crédito