sexta-feira, fevereiro 22, 2013

LANCINÂNCIAS

Gaspar, porque só agora mudou de discurso e aparentemente de rumo [houve até aqui uma lógica governamental de excessiva indiferença para com as vítimas, algumas mortais, das políticas da Troyka], recebeu reprimendas no seio do PSD. Primeiro era preciso ter tratado da economia com delicadeza, só. E não proceder a esta imbecilidade desumana que foi, através do IVA a 23%, limpar a economia [as palavras são de Borges], limpando o sebo a gente desesperada de carne e osso. A aparente exemplaridade e a madureza dos portugueses tem como limite a transgressão do bom senso por parte dos Governos. Primeiro, a economia. Depois, sim, as finanças. Não é à toa que o Ajustamento se tem ressentido com o esmagamento da economia, inaugurando um ciclo autofágico, de desconfiança e desorientação internas. Faltava uma visão integrada entre correcção de desequilíbrios e preservação da procura interna. Chegará a tempo? O protesto já assume contornos de loucura.

1 comentário:

floribundus disse...

votaram pinóquio
levaram uma 'pinocada' bem dada