terça-feira, fevereiro 19, 2013

SAIR POR BAIXO

O que é que se pode dizer de Cândida Almeida, agora compelida a cessar a sua comissão de serviço e com um inquérito em cima por fuga de informação confidencial no DCIAP?! Nada que valha. Não sei se teve sonhos de rigor e pureza, isenção e firmeza, na função exercida que se pudessem levar a sério. Sabemos todos é que acabou assimilada pelo ambiente turvo e, sim, corrupto!, que caracteriza o Regime e os Partidos de Poder, agentes de dilação e imunidade. Há silêncios culposos e formas manhosas de inacção terceiro-mundista. Pinto Monteiro, Cândida Almeida tardaram a evacuar-se. Fazem parte da velha mobília pré-histórica do sistema político português

1 comentário:

José Domingos disse...

A extremaesquerda, começa a sair da justiça, aos poucos vai.
Vai chegar o dia, que a justiça, seja mesmo cega.