quinta-feira, fevereiro 19, 2009

E QUEM É QUE PROÍBE O MP?


É terrível constatar que o ambiente se torna irrespirável. Desde Margarida Moreira, passando por outros zelosos agentes menores de pequena e sintomática repressão. Nunca um Carnaval pode ser alvo de apertos porque é Carnaval e em milénios nunca ninguém ficou a salvo do armistício do correcto que representa. Depois não digam que esta choldra não anda a politizar-se e cheia de Kapos a fazer o pequeno trabalho sujo de reprimir a expressão livre das pessoas. Não me estou a recordar de uma tristeza de este teor, disposta a encher de cinzentismo e ruminância um pobre povo acuado e acossado com sobejos problemas. «O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Miguel, foi surpreendido ao início da tarde com um fax do Ministério Público no qual era dado um prazo à autarquia para retirar o conteúdo sobre o computador Magalhães, que fazia parte do "Monumento", onde apareciam mulheres nuas. “Achamos que pela primeira vez após o 25 de Abril temos um acto de censura aos conteúdos do Carnaval de Torres”, lamentou o responsável, em declarações à Antena 1. “Fomos surpreendidos agora cerca da uma hora com um fax do Ministério Público assinado pela senhora delegada do 1.º juízo, a qual nos dá um prazo até às 15h30 para retirar o conteúdo do computador Magalhães”, explicou o autarca, citado pela mesma fonte. Carlos Miguel acrescentou que “o que existe é uma sátira ao computador Magalhães com um autocolante que se pressupõe que seja o ecrã”, pelo que não entende o pedido para o retirarem do Carnaval e entregaram mais tarde ao tribunal judicial.» Este zelo estremoso cheira a mofo. Quem assim assedia o direito à sátira está a reclamar por um banho lustral de reeducação democrática. Ao que nós chegamos!

5 comentários:

José Fernando Magalhães disse...

Meu caro,

É esta a minha opinião sobre o assunto

http://atributos-1.blogspot.com/2009/02/esquerda-moderna-e-censura.html

Melhores cumprimentos

José Magalhães

antonio ganhão disse...

Os portugueses têm a tendência para confudir liberdade com libertinagem, por isso fica bem ao MP corrigir certos devios que podem por em causa a boa imagem do país. Julgo mesmo que se deveria criar uma comissão que vigiasse os bons costumes.

E isto não tem nada a ver com censura! Nada mesmo.

Daniel Santos disse...

Não condenes o MP.

Eu fico feliz por saber que eles andam a perseguir criminosos e nã a chatearem-se com assuntos laterais.

Kapitão Kaus disse...

Comissão que vigiasse os bons costumes???

Mas, senhor António, se tanto deseja essa comissão, emigre para o Irão, onde não só existe essa comissão como as penas são exemplares para os prevaricadores!

Teria piada: comissão da moral e dos bons costumes!
Falta saber que definição atribuiriam os nossos censores a moral e a bons costumes! Espero bem que, nessa categoria, também estivessem contemplados os casos de fraude dos dinheiros que têm assolado o sistema bancário português (e o que ainda não transpareceu para a comunicação social!!!)

antonio ganhão disse...

Capitão Krauss, não defendo o extremismo do Irão, apenas algum recatamento, por exemplo na forma de algumas mulheres se vestirem.