quarta-feira, março 27, 2013

ESTE PSD ESTÁ A PERDER TODA A VERGONHA

Neste chumbo, o que imperou foi a completa falta de vergonha no PSD, e não o bom senso. Falta de vergonha que consiste em re-submeter todo um Povo ludibriado às radiações canalhas de mais paleio de encher. Que a estação de Relvas possa escolher justamente Sócrates como comentador deveria ser absolutamente passível de completa e cabal discussão na Assembleia da República, se a Assembleia da República se desse ao respeito. Não dá. De todo. É uma escolha tão impudica que está muito para além do banal escrutínio ao exercício de critérios editoriais num órgão político porque são critérios editoriais num órgão político, via Relvas. Passos, Sócrates, Relvas, Paulo Ferreira, meus caros, cheira a corno esturrado!

5 comentários:

Anónimo disse...

A única coisa que imperou foram os interesses políticos desta triste desculpa de ser humano. Destruiu completamente o país, colocou os próximos 50 anos nas mãos de empresas como o BES graças às ruinosas PPPs que celebrou e ainda lhe dão um lugar na televisão pública para comentar assuntos nos quais devia ser proibido de tocar. Por mim a RTP bem pode ser privatizada à vontade. Nenhum privado cometeria uma estupidez tamanha.

Anónimo disse...

Ou renova ou daqui a pouco tem o pessoal da casa a cantar o "Rio".

Groink disse...

Eu tenho alguma dificuldade em associar isto a uma teoria de conspiração que envolva Relvas e o governo.
Se o propósito é desestabilizar Seguro, Sócrates e francamente mais perigoso e o efeito aglutinador nos órfãos de Sócrates poderia ser mortal.
Imaginemos o que seria limitar Sócrates não o deixando aparecer na TV. Qual seria a tempestade que os media iriam causar agitando a sacro santa liberdade de imprensa?
Entre os dois males, parece-me menor deixar Sócrates aparecer. Já ninguém suporta a sua conversa (vejam-se as reacções de alguma imprensa. Até no público).
Eu acho que Sócrates não percebeu até que ponto esta crise amplificou o asco que muitos sentem por ele. Esteve afastado. Não sentiu na pele a "crise" e os seus efeitos. Os portugueses andam com os nervos em franja. Odeiam tudo o que possa ser associado a austeridade, dívida, crise.
Eu se fosse governante não interferia. Por duas razões:
Porque a liberdade de expressão é fundamental e se fosse cerceada seria um Deus nos acuda
Porque Sócrates não avalia bem até que ponto grande parte da sociedade o odeia. E isso pode ser ainda mais devastador para o PS.
Eu esperava para ver.

Anónimo disse...

Eh!Eh!
Oh Rex correu as unhas todas? Espero que tenha deixado algumas para as próximas semanas!
O homem é mentiroso, ladrão, vigarista, etc. etc. Mas o Passos/Cavaco e Cª são um poço de virtudes e competências! (É só ler os jornais ...).
Que delícia, meteu todos estes políticos de treta num chinelo! Espero para ver a continuação!
moz

Joaquim Carlos disse...

Meu caro Goink, faz todo o sentido o que aponta.

Permita-lhe que lhe formule o convite que nunca formulei a ninguém e já tinha comigo há muito engatilhado: o de que aceite escrever directamente neste blogue quando e como quiser.

Abraço. Já sabe que sou, desde a primeira hora, um seu leitor fiel e indefectível.