terça-feira, março 12, 2013

PERGUNTAS E UMA FACA ENTRE OS DENTES

E se a economia melhorasse, se o desemprego deixasse de descer? Aplacar-se-ia a rua contra o PSD? O panorama das eleições autárquicas seria, enfim, minimizado? Poderá Passos passar a exigir mendigar mudanças na condução alemã da política austeritária a qual, por causa das eleições alemãs, Merkel não parece desejar alterar?! Poderá o PS ser absolvido do seu lastro e passar a depositário de todas as nossas esperanças de transparência e responsabilização do Estado que não ousam reformar? Estará o Regime de todas as impunidades e de todos os glutões partido-banqueiros próximo de implodir? Continuaremos a insurgir-nos as ruas sem um corpus de exigências concretas que alarguem a democracia e a fiscalização cívica ao sistema que os Partidos criaram e acalentam para si? Qual será o próximo líder populista a emergir? Daniel Oliveira transformar-se-á no próximo independente nas listas do PS? Passaremos a imitar os altos índices de responsabilidade individual que as sociedades norte-europeias evidenciam, pagando as empresas escrupulosamente à Segurança Social e ao Fisco escrupulosamente?

Sem comentários: