quinta-feira, março 07, 2013

FUMAÇA À PORTUGUESA

Há países onde a vida-aterro sanitário dos bancos é qualquer coisa de muitíssimo mais drástico, com juízes a sério, polícias a sério, jornalistas a sério e suicídios a sério de porta-vozes com odor a homicídios expiatórios. Por cá, a encenação é quase tudo. É só fumaça. A Autoridade para a Concorrência finge que actua e que é autoridade, especialmente em fim de mandato para que o incumbente cessante saia numa aura de glória, atirando alto para media ver ou longe, arma de chantagem de último recurso. Que tristeza, Manuel Sebastião!

Sem comentários: