segunda-feira, março 11, 2013

JANEIRO, CHÁVEZ JAZIA E ARREFECIA EM HAVANA

Terá sido em Janeiro que Chávez expirou, mas o processo de mitificação exige tempo de maturação. A utilização do morto para efeitos de Regime e de política melodramatóide seria uma mina que conviria acalentar. Curioso como estes Regimes abominam a verdade: «Outro facto que a inteligência dos Estados Unidos já deixou bem evidente nos meios diplomáticos. Chávez morreu, provavelmente, no começo de janeiro. O prolongamento mentiroso de sua vida foi apenas uma armação para permitir a inconstitucional posse de Nicolas Maduro, através da geração de um dramalhão popular em torno da torcida pela “salvação” e cura do bem amado mito Chávez. O problema para o regime venezuelano é que o atraso na revelação da verdade contribuiu para que as mentiras aflorassem...» Alerta Total

Sem comentários: