quarta-feira, setembro 04, 2013

ESTERILIZADO

Ariel Castro, demasiado escabroso e mediatizado, dificilmente escaparia aos insondáveis caminhos justiceiros das prisões. Foi certamente suicidado compulsivamente, dado o evidente amor à vida que ostentava.

Sem comentários: