quinta-feira, setembro 26, 2013

PARQUE ESCOLAR E PATROCÍNIO JUDICIÁRIO

Não, a pouca-vergonha não tem fim: «A Parque Escolar foi o recreio da antiga ministra da Educação do governo Sócrates, Lurdes Rodrigues. Esta, depois de sair do governo foi colocada na Fundação Luso-Americana para o desenvolvimento, indicada pelo primeiro-ministro aos fundadores, então presididos por um certo Machete. Foi escolhida e ficou com a vidinha resolvida, podendo assim pagar o avultado empréstimo bancário que contraiu junto da CGD. O recreio continua e não admira que a despesa nacional não diminua, antes pelo contrário, com exemplos destes que permanecem viçosos no pântano da pouca-vergonha nacional. No caso concreto verifica-se que este ano ( praticamente em seis meses) a PE torrou qualquer coisa como 780 mil euros a pagar serviços a escritórios de advogados bem conhecidos. De facto, são apenas quatro os contemplados e são sempre os mesmos, abrangendo um leque ecuménico de sensibilidades políticas. Até lá aparece o escritório em que advoga o filho de Sá Carneiro. Mota Soares, naturalmente, enquanto anda de mota, aprecia a paisagem. Rui Pena, o especialista em administrativo, muito lá de casa dos governos de bloco central. E os demais. Quando é que esta pouca vergonha, este escândalo, acabará?» josé

Sem comentários: