sexta-feira, setembro 13, 2013

LEVIANDADES DA MANELA

Teria bastado que todos os Governos imorais do passado enfrentassem os problemas de défice a tempo e a horas, corressem riscos, fossem capazes de imoral impopularidade, e nunca teríamos chegado às actuais necessidades fisiológicas imorais de um Estado Corrupto capturado pelo serviço da dívida. As medidas, os cortes, Manela, são imorais. Claro que são. Parte da dívida e quem a contraiu também são imorais. E todos os que instigam cortes na medula cívica. A Europa é imoral. O FMI é imoral. O BCE é imoral. Todos são imorais. Um Estado que vive acima do que pode é imoral. Se fizermos o que nos mandam, as imoralidades troykianas que nos ordenam, sobrevivemos a problemas mais drásticos e à suma imoralidade de falir, perder o pé e a face. Que tenha valido a pena termos sido trucidados pelos imorais.

3 comentários:

João Amorim disse...

caro Joaquim


Muito bem.

José Domingos disse...

Há uns anos, mandaram ouro do bp, para os states, para se vendido. Onde está esse ouro ou as contas dele. As virgens que chafurdam nas tv´s de merda, entrevistadas por "jornalistas" gordos, da bolota, não perguntam nada.

Anónimo disse...

Os portugueses nunca viveram acima das sua possibilidades. Sente-se mal porque sabe que este governo o enganou. Qualquer defesa deste governo é impossível.