segunda-feira, agosto 27, 2012

O PAI DE CHARLES DESLAURIERS

«O pai de Charles Deslauriers, antigo capitão de linha, demissionário em 1818, tornara a casar em Nogent, e, com o dinheiro do dote, tinha comprado um cargo de meirinho, que mal chegava para viver. Exasperado por longas injustiças, sofrendo dos ferimentos antigos, e continuando a chorar pelo Imperador, desferia sobre quem o rodeava as cóleras que o sufocavam. Poucas crianças levaram mais pancada do que o filho. O gaiato não cedia, apesar das tareias. A mãe, quando tentava interpor-se, era maltratada como ele. Por fim, o capitão meteu-o no seu escritório e, durante todo o dia, mantinha-o curvado sobre a carteira a copiar actas, o que lhe tornou o ombro direito visivelmente mais forte do que o outro.» Gustave FlaubertL'Éducation SentimentaleCírculo de Leitores, p. 15

Sem comentários: