terça-feira, agosto 21, 2012

TONY SCOTT, CORAJOSO COVARDE

... não sei onde começa a covardia e acaba a coragem e vice-versa.
Coisa que esta notícia não esclarece é que ao realizador fora diagnosticado, na passada semana, um tumor no cérebro. Ponderados a idade do realizador e o local onde o tumor se encontrava, que impossibilitava uma operação com boa margem de sucesso e uma morte certa dentro de um período mínimo de dois a seis anos, o realizador cancelou todos os seus seguros de saúde e de vida, transferiu todo o dinheiro para a esposa e os filhos, na passada Sexta-feira. Entregou ao advogado procurações e escrituras já assinadas de várias propriedades transferidas para o nome dos filhos, os seus direitos ficaram entregues a uma fundação que terá como presidente a esposa. Entre sucumbir ao sofrimento e gradual incapacitação, Tony decidiu suicidar-se para, pensava, poupar a família. Pode ter poupado os seus ao inevitável e penoso sofrimento gradual, mas infligiu-lhes um choque cruel. Para os que terminam como este ser humano, não sei onde começa a covardia e acaba a coragem e vice-versa. 

Sem comentários: