quinta-feira, abril 04, 2013

20 EUROS AJUDAVA, FILHOS DA PUTA!

Afinal, há tanto filho da puta que pode ajudar-nos.
A vida corre-lhes bem. Bem de mais.
Até parecem imortais.
Se foste [e és] ladrão à pala da Política; se edificaste um Banco Corrupto pela escada instantânea da Política ou assinaste PPP à vista da parede e do fim da linha; e engordaste o teu acervo familiar de bens de toda a sorte; e escondeste do Fisco e da Sociedade desonestos milhões em offshores; e cevaste a tua conta bancária sem produzir um parafuso [com a zelosa energia, a estrénua capacidade de trabalho e os contactos, cumplicidades e compromissos de um Relvas ou de um Lello], apenas bafejado pela lassidão do Regime, protegido pelo laxismo da Justiça; se foste um mega-comissionista da Política e enriqueceste ilicitamente, podes ajudar-me, filho da puta.

Trabalhei nas obras uns meses. Trabalhei numa churrascaria uns meses. Fui infra-trabalhador num café uns anos, pro bono. Estive à porta de um Pub nove meses. Fui professor dezassete anos e não parece [na verdade, já não importa porque nada importa!] que regresse à actividade docente. Agora posso até emigrar, posso pastar, posso coçar e afundar a almofada do meu velho sofá defronte a uma TV que emana, capítulo a capítulo, os episódios da nossa Queda.

Posso até ser e sou feliz, desde que haja Mar, dias de Sol, Música, Muito Amor Familiar e Excelente Saúde. Mas nunca deixarei de ser mais um somado a milhões de outros portugueses bem fodidos, obrigado, filhos da puta. Não, não é inveja. É nojo. Mas tu podes ajudar-nos. 20 euros ajudava... Grato!

1 comentário:

Marlena Cepa disse...

Não sejas ingénuo. Tás a pedir. Queres uma esmola. Põe-te a pau ou ele ainda acaba por te sugar os 20 euros que merecias e que ele nunca te vai dar.

Ladrão que rouba a ladrão tem 100 anos de perdão.

Apanha-o e expreme-o até ele ficar sem tostão,