segunda-feira, abril 01, 2013

O PEREGRINO PORFÍRIO

Por vezes, quando quero sofrer, leio o Peregrino Porfírio. O Porfírio parte do princípio que Sócrates comete erros. Sócrates não comete erros. Sócrates é imune a erros. Todos nós, cidadãos, Cavaco, a Direita, a Esquerda à Esquerda do PS, todos, todos, mas mesmo todos nós, «essa gente» que não realiza a divindade excelsa de grande Playboy  nós é que errámos. Errámos por ter contestado a deriva Excessiva e Psicopatológica com que Sócrates conduziu a Governação desde a primeira hora. Deveríamos ter deixado sua Exma. Torpeza absolutamente sozinha, cavando mais e mais o buraco de um Estado completamente descredibilizado, deixá-lo com o seu voluntarismo, a sua sanha demente, para que levasse de vez Portugal aos braços do FMI e dos outros: estava tudo a correr tão bem! O Porfírio, que até é inteligente, não vê um Fascista Disfarçado à frente dos olhos, nem que lhe façam um desenho. De panegírico em panegírico, o Peregrino Porfírio prefere a Lustrosa Fraude.

1 comentário:

Floribundus disse...

o sôzé devia fazer comentários na tv das Berlengas