segunda-feira, abril 29, 2013

SYRIZAÇÃO DO PARTIDO SOCIALISTA

«O PS siryzou-se e recusa o que quer que seja que represente a assunção dos compromissos internacionais do Estado em matéria de consolidação orçamental. O PS quer respeitar todos os compromissos internacionais, desde que não sejam os existentes. O governo insiste em reduzir um défice de 6,4% do PIB (quer dizer, o excesso de des-pe-sa em relação à re-cei-ta é i-g-u-a-l a mais de 10.000 milhões de euros: há 10.000 milhões de euros de despesa a mais, posso dizer isto das mais variadas maneiras mas é monótono), sem o que, mesmo que não quisesse, não haveria dinheiro para financiar esse défice. De acordo com a doutrina económica do PS, isto é, Seguro, marcado por Costa, Sócrates, as sondagens, etc., o défice reduz-se aumentando-o, não diminuindo-o, doutrina que a troika, que paga, não consegue acompanhar.» Jorge Costa

Sem comentários: