segunda-feira, agosto 12, 2013

CACIFE

Se o Vitória não tem cacife para o FC Porto, é uma pena que Bernard tenha achado que o FC Porto não tinha cacife para ele. No plano profissional, quase nenhum clube europeu forma e projecta como o FC Porto. Ir para o Shakhtar Donetsk, ainda que por vinte e cinco milhões de euros, trezentos mil euros/mês, mansão, tradutor particular e garantia de importação de feijão e arroz, é desaparecer.

Se tivesse vindo para o FC Porto, não precisaria de nada disso. Teria feijão. Teria arroz. Teria meio-mundo de brasileiros à vontade em Portugal e teria projecção mundial garantida.

Sem comentários: