quinta-feira, agosto 16, 2012

A INDEMNIZAÇÃOZINHA

No pressuposto de que nada se esclarece e tudo se sepulta e esquece em Portugal, após a via sacra caber a um bode expiatório qualquer, não será de estranhar que Bernardo Ayala, coordenador da equipa que assessorou juridicamente o Ministério da Defesa no processo de aquisição dos submarinos, arguido durante mais de dois anos na investigação do DCIAP ao negócio, vá pedir uma indemnização ao Estado no âmbito de uma acção de responsabilidade civil. À falta de melhor argumento ou forma de luta, a indemnizaçãozinha. Nada mais português que exigir a indemnização. Zinha. Mais português ainda é escapar por entre os pingos da chuva e gozar longe o produto de longos anos de esperteza saloia.

Sem comentários: