quarta-feira, abril 11, 2012

LURDES RODRIGUES E A ENORME LOUCURA FESTIVA

Só por escárnio é que se pode dizer sem estar preso que: «A Parque Escolar foi uma grande festa para o País.» A ex-ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues pode ter feito rir a deputação e o País, na audição que decorreu ontem no Parlamento para avaliar o programa de requalificação da rede de escolas pública, realizado pela empresa pública Parque Escolar. Mas depois do riso, sobram as cinzas soturnas dessa loucura festiva: dívida, dificuldades em pagá-la, desemprego, desgraça, miséria. Se essa mulher proverbial no seu sadismo, que comprimiu os professores até às mais inéditas formas de humilhação [para quê?], resume o socratismo, e resume!, então imagine-se de que festaça se fizeram esses seis anos, onde o endividamento público disparou 80 000 milhões de euros. Após a gargalhada e da ridicularia em que incorreu ontem, falta que Maria de Lurdes Rodrigues e José Sócrates paguem pelos danos profundos causados ao País. Até quando consentiremos impunidade em políticos criminosos?! Um só dia de imunidade destes perfis indescritíveis é um insulto a quem sofre hoje e sofrerá amanhã por sua causa.

Sem comentários: