domingo, abril 15, 2012

O CÁLICE DA LIGA


Conquistada a taça-cálice do tamanho simbólico de um copito para shot, aqui pela vizinhança logo irrompeu um pequenito foguetório e aquela catarse, sempre tímida, das buzinas. Festejos destes por conquistas de vulto são, enfim, milagres só possíveis no Sport Lisboa e Benfica. No relvado de Coimbra, por fim, demasiada euforia para o vasilhame em causa, após um jogo que me fez bocejar e mudar de canal para ser recompensado. A páginas tantas, o aparato carnavalesco da procissão pascal em Múrcia, n'O Jardim das Notícias. Não se compreende tanto festejo dos jogadores rubicundos a não ser pelo facto de estas pequenas conquistas fazerem notícia no exterior, e convém ficar bem na foto, ou porque o mister Jesus está de saída ou porque é mesmo o que resta festejar. Seja como for, demasiada euforia por tão pouco até fica mal, tal como o hibridismo da procissão murciana.

3 comentários:

Daniel Santos disse...

discutimos o assunto quando me mostrares a imagem da taça da liga e como é parecida com um copo de cerveja.

floribundus disse...

no estado em que está o fute
aquilo deixou de ser uma taça para ser um penico

RockyBalbino disse...

Mais curioso ainda, é a tua/vossa preocupação com as festas alheias. Estranha fixação com um pequeno clube, que nem sequer oferece fruta aos árbitros nem nada...

RB