quarta-feira, abril 18, 2012

O CASO CRISTÓVÃO

«Houve o caso Guímaro. E o caso Calheiros. E bem antes disso, o caso Calabote. Em todos eles, o árbitro foi protagonista. A crer na matéria divulgada até ao momento, José Cardinal é tudo menos protagonista do processo a que temos dado o seu nome. Não será altura, sobretudo se não aparecerem rapidamente mais dados que alterem a actual equação, de pararmos com a expressão "caso Cardinal"?» Joel Neto, O Jogo, 18 de Abril, 2012

Sem comentários: