sábado, julho 28, 2012

«HÁ QUEM QUEIRA FAZER MARCHA-ATRÁS»


Esta Helena gosta de grandes evocações divertidas. Dão de facto grandes metáforas:


Força, força companheiro Vasco
Nós seremos a muralha de aço

Há quem queira fazer marcha-atrás
Há quem queira meter o travão
Mas o povo acelera e faz, dia a dia,
O caminho da revolução

Há quem queira mandar prós quartéis
Os soldados, nosso povo armado,
Mas a casa dos amigos certos é na rua
Na rua e do nosso lado

Há quem queira deixar esta terra
Ao alcance dos monopolistas
Mas o povo não desarma e diz, «estamos fartos!»
Não queremos os capitalistas

Há quem queira deixar como está
O poder dos latifundários
Mas o povo não alinha mais, nunca mais,
Co'a preguiça dos senhores agrários

Sem comentários: