segunda-feira, julho 23, 2012

O ERRO FOI CRUZAR OS DEDOS

E esperar pelo melhor em ano de cortes insanos. Azar. Está tudo a correr mal em matéria de prevenção e combate a incêndios. Poupar, conter despesas ainda não passou por voltar a qualquer coisa de exemplar como a lambreta do ministro da Segurança Social, mas devia. Entre tantos cortes a esmo, só os vemos na carne tenra dos indefesos.

Sem comentários: