sábado, julho 28, 2012

ORDINÁRIOS CONDENAM LINGUAGEM ORDINÁRIA

Estes bichos, agora retornados ao anonimato socra-escarrante após longo jejum de meter nojo, insistem muito no problema da suposta linguagem degenerada ou "ordinária" em Passos Coelho, que não quer que a porcaria atinja a ventoinha e assuste os Portugueses, e atirou algo ousado como que se lixem as eleições. É a última baforada de enxofre de que estes pedaços de asno se lembraram, ao faro de um regresso à babugem obscena de mentir, desinformar, desconversar, com uma garra só possível porque bem paga, ao longo das duas Legislaturas anteriores, com o Erário Público, conforme o Correio da Manhã determinou através de denúncia e investigação logo, logo, silenciada, em 2010. Se olhassem para a deplorável ordinarice que consiste em prejudicar grotescamente um País, acumular milhões comissionistas por cada negócio ruinoso ao Estado Português, e pôr-se a monte em Paris, retornariam ao ânus de rato de onde provieram. 

2 comentários:

Anónimo disse...

Ainda bem que regressaram

Anónimo disse...

Isto não tem comentários porque está toda a gente de férias, ou porque está tudo com um desânimo que só visto...?
A propósito de desânimo Joshua, vi ontem um film que me fez pensar em si. 'Detached'. Fiquei sem perceber se o achei superiormente deprimente ou superiormente ... superior. Acho que é a segunda hipótese. Recomendo. O Joshua pelo menos, não perca esse ânimo lutador ....


Virginia