sexta-feira, julho 13, 2012

OBSOLESCÊNCIA DE GRITAR

Vale a pena e não vale encher as ruas contra o facto de o futuro nos reservar, docentes já precários, a estabilidade mórbida de um desemprego ainda mais certo. Sindicatos obsoletos e uma classe fragmentada, consumida e dormente, têm como resultado a derrota à partida e à chegada. Tal derrota tem raízes antigas. Vêm do tempo de negociações traiçoeiras nas quais representantes sindicais antepuseram os seus interesses e regalias aos interesses legítimos do conjunto. Como confiar em quem ladra há décadas supostamente em meu nome, mas nunca mordeu as canelas aos gestores brutais que se sucedem nos Governos?!

Sem comentários: