segunda-feira, abril 09, 2012

FALTA CUMPRIR A MULHER

A importância que Jesus deu à mulher e às mulheres, dignificando-as, consentindo-as como discípulas, num tempo e sociedade onde isso chocava com a pátina cultural semita, foi algo de tão Novo que permanece incompreensível como ainda hoje elas se mantêm afastadas da plenitude igualitária, seja nos salários, seja nos papéis vedados que a religião cristalizou vedar-lhes e logo em sociedades que se consideram filhas do progresso. Depois de Maria, a Mãe Santíssima, ninguém se iguala à corajosa, desassombrada e carismática Magdalena, a qual, aventa-se, terá tido um papel crucial na primeira evangelização. Ainda que por demais proclamada e querida, falta cumprir a mulher.

Sem comentários: