domingo, abril 08, 2012

PERDI AS MINHAS ILUSÕES

Embora, falidos, nada se compare com os tempos de rapina recentes, aliás pornograficamente impunes, cada vez mais os Governos fazem-se eleger e depois crisalida-se neles qualquer coisa de novo, um momento anti-Zen em que o anti-Buda recebe o obscurecimento anti-divino e se perverte, num novo horizonte negro para todos. Nunca foi de todo, e se nada fizermos cada vez será menos, uma questão de governações by the people, for the people, with the people, mas governos do tipo fuck the people, fuck the people, and fuck the people.

Sem comentários: