quarta-feira, novembro 14, 2012

BASÍLIO, MAIS SÉMEN SECO SOCRATISTA

A colagem derreada ao socratismo tornou-o repulsivo.
Em virtude de se ter tornado uma das mais leais e finas línguas de pau do socratismo [um pouco menos que Emídio Rangel, um pouco mais que Marinho e Pinto  cujo linguajar é mais nas entrelinhas], este grande póstumo da AICEP teve um prémio político. tornou-se deputado. Mas Basílio Horta só agora está a começar uma carreira política brilhante, sémen seco que é do socratismo que defendeu com zelo, com baba a escorrer-lhe pelos cantos da boca e perdigotos a saltarem pelos lábios: foi o candidato escolhido pela concelhia de Sintra do Partido Socialista para concorrer à presidência da câmara local nas eleições autárquicas do próximo ano. Boa sorte, basilisco!

Sem comentários: