terça-feira, novembro 20, 2012

CARLOS NEJAR, HISTÓRIA DA LITERATURA BRASILEIRA


Não é todos os dias que um homem se depara com um apaixonado pela Literatura Brasileira do calibre hiperbólico de Carlos Nejar. No entanto, nem ele evita falar bastante a medo e bastante à distância da Literatura Portuguesa. Porquê? Síndrome continental, creio. Em todo o caso, sugiro aos leitores não deixar de ver esta suculenta entrevista, cujos postulados base, valiosos por ventura para a validação e inserção [dos mais diversos escritores injustamente esquecidos] na Literatura Brasileira, subscrevo com todas as fibras da minha sensibilidade para a nossa, portuguesa.

Sem comentários: