quarta-feira, novembro 07, 2012

QUANDO LEIO JOSÉ PACHECO PEREIRA

... observo que o célebre intelectual pinta Passos/Gaspar/Borges como animais frios e letais para os «pobres» e para a «classe média». Será verdade? Certo é que fico infinitamente mais assustado com o texto do Zé do que assanhado com a confirmação de qualquer dos seus terrores. Com um pouco de sorte, o ficcionista Pacheco ultrapassa o politólogo Pereira ou mesmo o PSDólogo José. Veremos.

Sem comentários: