segunda-feira, novembro 19, 2012

SEGURO E SUAS MAJESTADES SARCOFÁGICAS

Além de gesticular-esbracejar com hábil facúndia para o teleponto, como fazia o impronunciável, ninguém sabe já o que  Seguro fará mais para obter mais e mais popularidade. Por esta altura, deveria estar a rebentar com a escala do amor e da amnésia populares. Certo é que, para um enorme e colossal buraco herdado por Passos, buraco aliás recordista entre todos os nossos buracos históricos, em novecentos anos, nada como um confisco recorde. Nem todos os prejudicados têm antena. Daí que se estranhe aparecerem particularmente irritados todos os Mário Soares da praça. Sim, são vários. Depois de dez aparições consecutivas de Sua Majestade Sarcofágica Soares nos media, a pedir a demissão do Governo, aparece agora, na célebre alternância regimental de fanhosos em Mono num mundo a FM, outro Soares, o Soares B, Freitas do Amaral. Freitas é outra Majestade Sarcofágica, armada em áugure, auspiciando a demissão próxima do Governo. Quem será o próximo Soares a comparecer no alterne vulgaróide dos nossos media?!

2 comentários:

Grego disse...

Esses, de facto, já estão politicamente mortos. É menos uma despesa em exéquias funerárias que o estado teria de comportar. O défice público não deixará, no entanto, de sofrer um rude golpe, quando for obrigado a custear as cerimónias fúnebres, agendadas em breve, para o ainda vigente governo!

Floribundus disse...

depende do tamanho das boxexas