sábado, novembro 03, 2012

DO NEGACIONISMO NEGLIGENTE À PROACTIVIDADE

Mapa do Protocolo de Quioto, em 2009.

O paradigma petroleodependente, negacionista das alterações climáticas, ainda hegemónico nos Estados Unidos, e que tem tido em Mitt Romney mais um acérrimo indiferente, terá de mudar para a proactividade ambiental, quer queira, quer não, senão de moto próprio, pela mão de desgraças cada vez mais caprichosas e frequentes, como a tempestade frankenstein Sandy. Este furacão veio somente recordar a extrema vulnerabilidade de uma nação que, ao que se sabe, recusou assinar o Protocolo de Quioto, mas está exposta, como qualquer outro País, aos efeitos das dimensões mais devastadoras e incontroláveis da acção humana sobre o Planeta, acção essa em larguíssima medida precisamente devida ao modo de vida norte-americano

Sem comentários: