segunda-feira, novembro 05, 2012

O PAÍS E A SUA TRESLOUCADA QUERELA

«Enquanto o País se consome na tresloucada querela, levada ao delírio mediático mais extremo, em torno do Sexo do Programa de Ajustamento – focando, até à exaustão, capítulos terríveis como a “Refundação do Programa”, a “Renegociação do Programa”, a “Extensão ou Prolongamento do Programa” ou até a “Punição Calvinista do Programa”, para além do estafado “Repúdio da dívida do Programa” – nós aqui, sem recursos para acompanhar tão exigente e profunda querela, vamos gastando o tempo com alguns temas triviais das finanças e da economia nacional.[...] ... parece certo que as NLFE serão em 2013 bastante inferiores às de 2012 – e, acrescentarei, espera-se que em 2014 continuem a tombar, convergindo para Zero! Já chega a brutalidade dos impostos que vamos ter de suportar, se o Estado não fica saciado com isso, o que andamos aqui a fazer? [...] Se, para pôr termo a esta hemorragia de recursos a favor de um Estado insaciável, for preciso refundá-lo ou refundi-lo, reduzi-lo, emagrecê-lo, desbastá-lo, xxxx-lo ou qualquer outra coisa, então que esse trabalho seja feito sem mais demora para ver se esta tragédia da absorção de recursos que tanta falta fazem para que a economia possa desenvolver-se é erradicada de uma vez por todas.» Tavares Moreira

1 comentário:

Grego disse...

...da mais incipiente imprudência e da maior demonstração de ignorância que me têm sido dadas a ler!